A decisão de investimento deve ser baseada na leitura e compreensão da íntegra do prospecto definitivo da distribuição (especialmente a seção "Fatores de Risco") da escritura de emissão assinada e registrada e demais instrumentos acessórios, cujas cópias podem ser solicitadas a este Agente Fiduciário.

Assembléias - Avisos -  Covenants - Destinação dos Recursos - Emissão - Emissora - Escritura e Aditamentos -

Garantia - Pagamentos - PU's Diários - Relatórios - Remuneração - Resgate Antecipado 


SONDA SUPERMERCADOS EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO S.A
1ª Emissão de Debêntures em Série Única
R$ 200.000.000,00


Registro da Oferta Pública CVM

A presente Emissão está automaticamente dispensada de registro de distribuição na CVM, de que trata o artigo 19, caput, da Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e alterações posteriores, nos termos do artigo 6º da Instrução CVM nº 476/09, por se tratar de oferta pública com esforços restritos de distribuição.

 

Conforme dispõe o §1º do artigo 25 do Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários, a Emissão está automaticamente dispensada de registro de distribuição na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais - ANBIMA por se tratar de oferta pública com esforços restritos de distribuição, nos termos da Instrução CVM nº 476/09.

Códigos SND / Códigos ISIN

SNDA11 / BRSNDADBS006

Coordenador Líder

Banco Bradesco BBI S.A.

Instituição Depositária

Banco Bradesco S.A.
Marcelo Poli
Telefone: (11) 3684-3749 Fax: (11) 3684-2714
4010.mpoli@bradesco.com.br

Banco Mandatário

Banco Bradesco S.A.

Rating

N.A.

Relatórios do Agente Fiduciário

Anuais

Publicidade

Diário Oficial do Estado de São Paulo e jornal Folha de São Paulo.

Status da Emissão

Ativa

Status da Emissora

Adimplente

PavariniA

Emissora - SNDA11

www.sonda.com.br


Denominação social

SONDA SUPERMERCADOS EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO S.A.

Endereço da sede

Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Itaberaba, n° 1.853/1.863

CNPJ/MF

01.937.635./0001-82

Contato

Sônia Castro
Avenida Paulista, 2.073, 24º andar, Conjunto Nacional, Condomínio Horsa II
01311-940 – São Paulo – SP
Telefone: (11) 2145-6242 Fax: (11) 2145-6325
financeiro@sonda.com.br

Atividade

A Emissora tem por objeto social: i) exercer as atividades de supermercados, hipermercados, atendimento em auto serviço com padaria, confeitaria, açougue, lancheteria, contando ainda com escritórios administrativos e depósitos de mercadorias; ii) a compra e venda por atacado e varejo, exportação e importação de alimentos, cereais, secos e molhados, ferragens, fazendas, artigos de vestuário, produtos químicos não farmacêuticos, bebidas, brinquedos, combustíveis e lubrificantes; iii) comércio de transporte rodoviário de carga própria;iv) industrialização, beneficiamento, polimento, empacotamento de produtos agrícolas em geral; v) comércio, compra e venda inclusive na Bolsa de Mercadorias, de cereais e materiais preciosos, negociação na Bolsa Mercantil de Futuros, por conta própria ou de terceiros; vi) participação em outras sociedades de forma direta e indireta como acionista, quotista ou membro em consórcio; vii) administração de bens próprios; e viii) a compra, venda e revenda de derivados de petróleo, combustíveis, lubrificantes, acessórios e afins, realizando serviços de lubrificação e lavagem de veículos.

Situação

Operacional

Controle acionário

Privado nacional

Auditor independente

-

Pavarini

Emissão - SNDA11

Voltar


Título

Debêntures simples

Deliberação

Assembleia Geral de Acionistas da Emissora, realizada em 23 de novembro de 2011.

Emissão / Séries

Primeira / Única

Valor Total da Emissão

R$ 200.000.000,00

Valor Nominal 

R$ 1.000.000,00

Quantidade de Títulos da Emissão

200

Forma

Escritural

Espécie

Garantia real

Data de Emissão
Data de Vencimento

1º de dezembro de 2011
1º de dezembro de 2016

Repactuação

Não haverá repactuação das Debêntures.

Subscrição e Integralização

O preço de subscrição das Debêntures será seu Valor Nominal Unitário, acrescido da Remuneração, conforme definido abaixo, calculada pro rata temporis desde a Data da Primeira Subscrição até a data da efetiva subscrição e integralização. As Debêntures serão integralizadas à vista, em moeda corrente nacional, no ato de subscrição, de acordo com as normas de liquidação aplicáveis da CETIP.

Remuneração

DI+3,0% a.a.

Datas de Pagamento das Amortizações

O Valor Nominal Unitário na Data de Emissão será amortizado 16 em parcelas trimestrais, a partir do 15º mês contado da Data de Emissão, sendo que o primeiro pagamento da Amortização será devido em 1º de março de 2013 e o último será devido na Data de Vencimento. Cada parcela de amortização corresponderá a 6,25% do Valor Nominal Unitário na Data de Emissão.

Datas de Pagamento da Remuneração

A Remuneração será paga trimestralmente, sendo que o primeiro pagamento da Remuneração será devido em 1º de março de 2016 e o último será devido na Data de Vencimento.

Pavarini

Resgate Antecipado - SNDA11

Voltar


5.1 Aquisição Antecipada Facultativa

5.1.1 A Emissora poderá, a qualquer tempo, observado o disposto no artigo 13 da Instrução CVM nº 476/09, adquirir no mercado as Debêntures em Circulação, conforme definido abaixo, desde que observe as regras expedidas pela CVM, devendo tal fato constar do relatório da administração e das demonstrações financeiras da Emissora, observado o disposto no artigo 55, §2º, da Lei nº 6.404/76, conforme alterada. As Debêntures objeto deste procedimento poderão (i) ser canceladas; (ii) permanecer em tesouraria da Emissora; ou (iii) ser novamente colocadas no mercado. As Debêntures adquiridas pela Emissora para permanência em tesouraria, nos termos deste item, se e quando recolocadas no mercado, farão jus à mesma remuneração das demais Debêntures que ainda estiverem em circulação.

5.1.2 Para efeito do disposto nesta Escritura, define-se como “Debêntures em Circulação” todas as Debêntures subscritas e ainda não resgatadas, excluídas (i) aquelas mantidas em tesouraria pela Emissora; e (ii), exclusivamente para os fins de realização de Assembleia Geral de Debenturistas, as de titularidade de (a) empresas controladas, direta ou indiretamente, pela Emissora; (b) acionistas controladores da Emissora; e (c) administradores da Emissora, incluindo cônjuges e parentes até 2º grau.
 

5.2 Oferta de Resgate Antecipado

5.2.1 A qualquer tempo, após a Data de Emissão, a Emissora poderá realizar oferta de resgate antecipado facultativo das Debêntures (“Oferta de Resgate Antecipado”). Para tanto, a Emissora deverá (a) publicar um “Aviso aos Titulares de Debêntures” no periódico mencionado no item 4.10 acima e (b) enviar carta com aviso de recebimento a cada um dos titulares de Debêntures (“Aviso”) comunicando-lhes acerca de sua intenção de realizar uma Oferta de Resgate Antecipado.

5.2.2 O Aviso deverá conter (i) o número de Debêntures que a Emissora deseja resgatar; (ii) o valor de resgate das Debêntures (“Valor de Resgate”), que não poderá ser inferior ao Valor Nominal Unitário acrescido da Remuneração incorrida até a data da liquidação financeira do resgate antecipado facultativo; (iii) o valor do prêmio a ser pago pela Emissora sobre o Valor de Resgate a ser pago aos titulares de Debêntures que aceitarem a Oferta de Resgate Antecipado, (iv) a data do eventual sorteio das Debêntures a serem resgatadas antecipadamente, em caso de Oferta de Resgate Antecipado parcial, (v) o prazo para manifestação, pelos titulares de Debêntures, de sua adesão à Oferta de Resgate Antecipado, observado o disposto no item seguinte, e (vi) a data da liquidação financeira da Oferta de Resgate Antecipado, que não poderá ocorrer antes de 10 (dez) dias úteis a contar da publicação ou envio, aos Debenturistas, do Aviso.

5.2.3 A Emissora deverá enviar cópia do Aviso ao Agente Fiduciário no mesmo dia útil de sua publicação. Os titulares de Debêntures terão 5 (cinco) dias úteis, a contar da publicação ou envio do aviso, para manifestar sua intenção ao Agente Fiduciário e à Emissora.

5.2.4 Caso a Oferta de Resgate Antecipado seja parcial e os titulares de Debêntures que tenham aderido a ela detenham Debêntures em número superior ao de Debêntures objeto da Oferta de Resgate Antecipado, a Emissora realizará sorteio para efetivação do resgate antecipado facultativo das Debêntures, cujo procedimento será definido no Aviso relativo à Oferta de Resgate Antecipado, sendo certo que referido sorteio deverá ser realizado nos termos do §1º do artigo 55 da Lei n° 6.404/76.

5.2.5 Os titulares de Debêntures sorteados na forma do item anterior serão comunicados pelo Agente Fiduciário com, no mínimo, 2 (dois) dias úteis de antecedência da liquidação da Oferta de Resgate Antecipado, e a liquidação financeira do resgate antecipado facultativo seguirá os procedimentos operacionais disponibilizados pela CETIP.

5.2.6 O resgate parcial deverá ser realizado por meio de “operação de compra e venda definitiva no mercado secundário”, sendo que, nos casos de resgate antecipado parcial, todas as etapas do processo de validação do Resgate Antecipado, tais como habilitação dos Debenturistas, qualificação, sorteio, apuração, definição do rateio e de validação das quantidades de Debêntures a serem resgatadas por Debenturista, serão realizadas fora do âmbito da CETIP. Fica definido ainda que, caso a CETIP venha a implantar outra funcionalidade para operacionalizar o resgate parcial, não haverá a necessidade de ajuste à Escritura ou qualquer outra formalidade.

5.2.7 A CETIP deverá ser comunicada através de correspondência da Emissora com o “de acordo” do Agente Fiduciário, sobre a realização do Resgate Antecipado, com pelo menos 2 (dois) dias úteis de antecedência da data pretendida para a realização do mencionado resgate antecipado.

Pavarini

Destinação dos Recursos - SNDA11

Voltar


Os recursos captados por meio da Oferta Restrita serão utilizados pela Emissora para a alteração do perfil de dívidas atualmente existentes da Emissora e para a realização de investimentos orientados à expansão dos negócios da Emissora.

Pavarini

Garantia - SNDA11

Voltar


4.11.1 Garantia Real.

Em garantia do pontual e integral adimplemento de todas as obrigações, principais e acessórias, da Emissora sob as Debêntures, a Emissora, nos termos do artigo 66-B da Lei nº 4.728, de 14 de julho de 1965, e das demais leis e regulamentos aplicáveis, cedeu fiduciariamente aos Debenturistas, representados pelo Agente Fiduciário, direitos creditórios de sua titularidade oriundos da aceitação de cartões de crédito/débito com a bandeira AMEX ou VISA como meio de pagamento para aquisição de bens nos estabelecimentos comerciais da Emissora (“Recebíveis Cartão”), assim como os direitos de crédito de sua titularidade contra as instituições financeiras em que são mantidas as contas bancárias em que é efetuado o recebimento dos pagamentos dos direitos creditórios acima mencionados, por meio do “Contrato de Cessão Fiduciária de Recebíveis Oriundos de Vendas com Cartão de Crédito/Débito e Outras Avenças, celebrado entre o Banco Bradesco S.A.” (“Bradesco”), a Emissora e o Agente Fiduciário (“Contrato de Cessão Fiduciária de Recebíveis Cartão”). Todos os termos e condições desta garantia real estão descritos no Contrato de Cessão Fiduciária de Recebíveis Cartão (“Garantia Real”).

4.11.2 Garantia Real Adicional.

Também em garantia do fiel e pontual adimplemento das obrigações da Emissora sobre as Debêntures, a Sonda Participações e a M.C.V. Comércio e Participações Ltda., sociedade com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, nº 2.073, Horsa II, 3º andar, CEP:01311-940, Cerqueira César inscrita no CNPJ/MF sob o nº 56.319.379/0001-51 (“MCV” e, em conjunto com Sonda Participações, os “Garantidores”) comprometem-se a alienar fiduciariamente aos Debenturistas, representados pelo Agente Fiduciário, nos termos do artigo 66-B da Lei nº 4.728, de 14 de julho de 1965, quotas representativas de 30,12% (trinta inteiros e doze centésimos por cento) do capital social da Anália Franco Comércio e Desenvolvimento Imobiliário Ltda., sociedade limitada com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Rua Serra de Japi, nº 1.526, 13º andar, Tatuapé, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 56.561.731/0001-60 (“Anália Franco”), nos termos do “Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas de Sociedade Limitada, de Cessão Fiduciária de Direitos Creditórios e Outras Avenças”, celebrado entre a Emissora, o Agente Fiduciário, o Bradesco, a Sonda Participações e a MCV (“Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas” e, em conjunto com o Contrato de Cessão Fiduciária de Recebíveis Cartão, os “Contratos de Garantia”). Todos os termos e condições desta garantia real adicional estão descritos no Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas (“Garantia Real Adicional”).

4.11.2.1 Para a constituição da Garantia Real Adicional acima descrita, os Garantidores, além do registro do Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas nos Cartórios de Registro de Títulos e Documentos competentes, realizarão alteração do Contrato Social da Anália Franco, na forma prescrita no Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas (“Contrato Social Alterado”), e observadas as formalidades legais aplicáveis, que deverá encontrar-se devidamente arquivado na JUCESP no prazo de até 90 (noventa) dias contados da celebração do Contrato de Alienação Fiduciária de Quotas.

4.11.3 A Garantia Real e a Garantia Real Adicional acima relacionadas são compartilhadas entre os Debenturistas e o Bradesco, na condição de credor da Cédula de Crédito Bancário nº 3.211.860, emitida pela Emissora em favor do Bradesco em 27 de agosto de 2009 (“CCB”). Os termos e condições do compartilhamento da Garantia Real e da Garantia Real Adicional com o Bradesco estão descritos nos respectivos instrumentos.

4.11.4 Ainda, a Garantia Real é compartilhada entre os Debenturistas e o Bradesco na condição de credor da Cédula de Crédito Bancário nº 3.227.216 – Conta Garantida PJ, emitida pela Emissora em favor do Bradesco em 19 de setembro de 2011 (“CCB Conta Garantida”). Os termos e condições do compartilhamento da Garantia Real com o Bradesco estão descritos nos respectivos instrumentos.

4.12 Garantia Fidejussória

4.12.1 Em garantia do fiel e pontual pagamento da todas as obrigações principais e acessórias da Emissora sob as Debêntures, os Fiadores prestam fiança em favor dos Debenturistas, representados pelo Agente Fiduciário, obrigando-se como Fiadores e principais responsáveis pelo pagamento de todos os valores devidos nos termos da presente Escritura, conforme os termos e condições abaixo delineados (“Garantia Fidejussória”).

4.12.2 Os Fiadores declaram-se, neste ato, em caráter irrevogável e irretratável, Fiadores e principais pagadores, de forma solidária, do valor total da dívida da Emissora oriunda das Debêntures desta Emissão, nos termos da presente Escritura e em conformidade com o artigo 818 do Código Civil.

4.12.3 O valor da fiança ora prestada pelos Fiadores é limitado ao valor total das obrigações da Emissora sob as Debêntures, que inclui: (i) o Valor Nominal Unitário das Debêntures, acrescido da Remuneração e dos Encargos Moratórios, calculados nos termos desta Escritura, bem como (ii) todos os acessórios ao principal, inclusive honorários do Agente Fiduciário, as despesas judiciais e as verbas indenizatórias, quando houver (“Valor Garantido”).

4.12.4 O Valor Garantido será pago pelos Fiadores, de forma solidária, podendo o Agente Fiduciário exigir o Valor Garantido de cada um ou de todos os Fiadores, resguardado o direito de regresso entre os Fiadores, em até 4 (quatro) dias úteis contados da data do recebimento de notificação por escrito do Agente Fiduciário aos Fiadores, exceto na hipótese de decretação de falência ou pedido de autofalência da Emissora, hipótese em que o valor será pago em até 2 (dois) dias úteis da referida notificação, em qualquer hipótese independentemente de qualquer pretensão, ação, disputa ou reclamação que a Emissora venha a ter ou exercer em relação às suas obrigações sob as Debêntures. Tal notificação deverá ser imediatamente emitida pelo Agente Fiduciário após a ocorrência de falta de pagamento pela Emissora de qualquer valor devido nas datas de pagamento definidas nesta Escritura ou quando do vencimento antecipado das Debêntures. O pagamento deverá ser realizado segundo os procedimentos estabelecidos nesta Escritura e de acordo com instruções recebidas do Agente Fiduciário.

4.12.5 Os Fiadores expressamente renunciam aos benefícios de ordem, direitos e faculdades de exoneração de qualquer natureza previstos nos artigos 333, parágrafo único, 366, 821, 827, 834, 835, 836, 837 e 839 do Código Civil e 77 e 595 do Código de Processo Civil.

4.12.6 Nenhuma objeção ou oposição da Emissora poderá, ainda, ser admitida ou invocada pelos Fiadores com o fito de escusar-se do cumprimento de suas obrigações perante os Debenturistas.

4.12.7 Os Fiadores sub-rogar-se-ão nos direitos dos Debenturistas caso venham a honrar, total ou parcialmente, a fiança objeto do presente item, até o limite da parcela da dívida efetivamente por eles honrada.

4.12.8 A presente fiança entra em vigor da Data de Emissão e permanecerá válida em todos os seus termos, expirando, independentemente de notificação ao Agente Fiduciário, com o pagamento integral do Valor Garantido, sendo certo que somente a partir de tal data os Fiadores estarão desobrigados de efetuar qualquer pagamento relativo a esta Escritura.

4.12.9 Os Fiadores, desde já, reconhecem como prazo determinado, para fins do artigo 835 do Código Civil, a data do pagamento integral do Valor Garantido.

4.12.10 A Sra. Irani Carmen Gallas comparece neste instrumento para conceder sua outorga uxória à prestação da fiança por Idi Sonda, nos termos do artigo 1.647 do Código Civil.

FIADORES:

IDI SONDA, brasileiro, casado, empresário, portador da Cédula de Identidade R.G. n° 6.003.058-6 – SSP/SP, inscrito no Cadastro da Pessoa Física do Ministério da Fazenda (“CPF/MF”) sob o n° 024.025.210-15, bem como sua cônjuge, Irani Carmen Gallas Sonda, brasileira, comerciária, portadora da Cédula de Identidade RG n° 6.747.286-2 – SSP/SP, inscrita CPF/MF sob o n° 213.235.108-26, domiciliados na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Rua Francisca Júlia, 341, ap. 17 (“Idi Sonda”); DELCIR SONDA, brasileiro, solteiro, empresário, portador da Cédula de Identidade R.G. n° 6.003.039-2 – SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o n° 024.019.830-15, domiciliado na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Honolulu, Tamboré Residencial III (“Delcir Sonda”); e SONDA PARTICIPAÇÕES, ASSESSORIA E CONSULTORIA LTDA., sociedade limitada com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Benjamin Pereira, nº 265, sala 02, Jaçanã, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 01.933.729/0001-83 e com seus atos constitutivos devidamente arquivados na JUCESP sob o NIRE nº 35.214.520.896, neste ato representada na forma do seu Contrato Social (“Sonda Participações” e, em conjunto com Idi Sonda e Delcir Sonda, os “Fiadores”);

Pavarini

Covenants - SNDA11

Voltar


A partir da Data de Emissão, a Emissora deverá observar e manter os seguintes índices financeiros, a serem verificado anualmente, com base nas informações financeiras consolidadas da Emissora, sob pena de vencimento antecipado das Debêntures (“Índices Financeiros”):

a) Dívida Líquida / EBITDA anual acumulado não superior a 4,88 (quatro inteiros e oitenta e oito centésimos); e b) Dívida Líquida máxima de R$350.000.000,00 (trezentos e cinquenta milhões de reais).

6.1.1 Para os fins de cálculo dos Índices Financeiros, serão utilizadas as demonstrações financeiras consolidadas da Emissora, sendo tais Índices Financeiros apurados anualmente segundo as normas contábeis aplicáveis. Ainda, são utilizadas as seguintes definições:

i) “EBITDA” é o lucro operacional antes de juros, tributos, amortização e depreciação ao longo dos últimos 12 (doze) meses, conforme cada item seja reportado nas demonstrações financeiras consolidadas anuais da Emissora, apurados segundo as normas contábeis aplicáveis; e

ii) “Dívida Líquida” é a somatória da rubrica de empréstimos, financiamentos e debêntures no passivo circulante e não-circulante, acrescida da rubrica de operações com derivativos do passivo circulante e não-circulante, bem como qualquer outra rubrica que se refira a dívida onerosa que venha a ser criada, excluídas as rubricas: caixa, bancos, aplicações financeiras, títulos e valores mobiliários, recebíveis de cartões e de tickets-alimentação (constantes da rubrica Contas a Receber no balanço da Emissora) e operações com derivativos do ativo circulante e não-circulante, com base em valores extraídos das demonstrações financeiras consolidadas da Emissora, apurados segundo as normas contábeis aplicáveis.

Sonda Supermercados - R$ mil 31/12/2011
 
DÍVIDA LÍQUIDA  
Empréstimos e Financiamentos 75.780
Debêntures 293
Operações com derivativos 0
Empréstimos e Financiamentos 121.812
Debêntures 200.000
Operações com derivativos 0
Contas a receber -92.576
Títulos e Valores Mobiliários 0
DÍVIDA LÍQUIDA (1) 305.309
 
EBTIDA  
Lucro Bruto 302.426
Despesas com pessoal 201.881
Despesas administrativas 149.886
Despesas comerciais 17.144
Despesas tributárias 1.396
Despesas financeiras 67.435
Receitas Financeiras -78.672
Outras receitas operacionais -76.954
Depreciação e Amortização 15.345
EBTIDA(2) 599.887
 
COVENANT  (A) - (1/2) 0,51
< 4,88
ok
COVENANT  (B) - (1<=350.000.000,00) 305.309
< 350.000
ok

 

Pavarinii

Remuneração - SNDA11

Voltar


4.6 Remuneração

4.6.1 A partir da data da primeira subscrição e integralização das Debêntures - 28 de dezembro de 2011 - (“Data de Primeira Subscrição”), as Debêntures farão jus a juros correspondentes à variação acumulada de 100% (cem por cento) das taxas médias diárias dos depósitos interfinanceiros de 1 (um) dia, denominadas “Taxa DI over extragrupo”, expressa na forma percentual ao ano, base 252 (duzentos e cinquenta e dois) dias úteis, calculada e divulgada diariamente pela CETIP no informativo diário disponível em sua página da Internet (http://www.cetip.com.br) (“Taxa DI-Over”), capitalizada de um spread, ou sobretaxa, de 3,0000% (três por cento) ao ano, base 252 (duzentos e cinquenta e dois) dias úteis (“Remuneração”). A Remuneração será calculada de forma exponencial e cumulativa, pro rata temporis, por dias úteis decorridos, incidente sobre o Valor Nominal Unitário ou sobre o saldo do Valor Nominal Unitário das Debêntures apurado em conformidade com esta Escritura, desde a Data de Primeira Subscrição ou da data de pagamento de Remuneração imediatamente anterior, o que ocorrer por último, até a data do seu efetivo pagamento, e será paga ao final de cada Período de Capitalização (conforme definido abaixo).

4.6.2 Para fins de cálculo da Remuneração, define-se “Período de Capitalização” como o intervalo de tempo que se inicia na Data de Primeira Subscrição, no caso do primeiro Período de Capitalização, ou na data de pagamento da Remuneração imediatamente anterior, no caso dos demais Períodos de Capitalização, e termina na data do próximo pagamento da Remuneração correspondente ao período. Cada Período de Capitalização sucede o anterior sem solução de continuidade.

4.6.3 A Remuneração será paga trimestralmente, sendo que o primeiro pagamento da Remuneração será devido em 1º de março de 2016 e o último será devido na Data de Vencimento.

4.6.3.1 A Remuneração deverá ser calculada de acordo com a seguinte fórmula:

J = VNe x (Fator Juros - 1)

onde:

“J” corresponde ao valor unitário da Remuneração devida no final de cada Período de Capitalização, calculado com 6 (seis) casas decimais sem arredondamento;

“VNe” corresponde ao Valor Nominal Unitário ou saldo do Valor Nominal Unitário das Debêntures, informado/calculado com 6 (seis) casas decimais, sem arredondamento;

“Fator Juros” corresponde ao fator de juros composto pelo parâmetro de flutuação acrescido de spread, calculado com 9 (nove) casas decimais, com arredondamento, apurado de acordo com a seguinte fórmula:

Fator de Juros = FatorDI x Fator Spread

onde:

“FatorDI” corresponde ao produtório das Taxas DI-Over da data de início do Período de Capitalização, inclusive, até a data de cálculo da Remuneração, exclusive, calculado com 8 (oito) casas decimais, com arredondamento, apurado da seguinte forma:

onde:

“k” corresponde ao número de ordem das Taxas DI-Over, sendo "k" um número inteiro;

“n” corresponde ao número total de Taxas DI-Over consideradas em cada Período de Capitalização, sendo “n” um número inteiro;

“TDIk” corresponde à Taxa DI-Over, de ordem k, expressa ao dia, calculada com 8 (oito) casas decimais com arredondamento, apurado da seguinte forma:

onde:

“DIk” corresponde à Taxa DI-Over, de ordem k, calculada e divulgada pela CETIP, expressa na forma percentual ao ano, válida por 1 (um) dia útil (overnight), utilizada com 2 (duas) casas decimais;

“FatorSpread” corresponde à sobretaxa de juros fixos, calculada com 9 (nove) casas decimais, com arredondamento, apurado da seguinte forma:

onde:

“spread” corresponde a 3,0000; e

“DP” é o número de dias úteis entre a Data de Primeira Subscrição ou data de pagamento da Remuneração imediatamente anterior, conforme o caso, e a data de cálculo, sendo “DP” um número inteiro.

4.6.3.2 O cálculo da Remuneração acima está sujeito às seguintes observações:

i) o fator resultante da expressão (1 + TDIk) é considerado com 16 (dezesseis) casas decimais, sem arredondamento;

ii) efetua-se o produtório dos fatores diários (1 + TDIk), sendo que a cada fator diário acumulado, trunca-se o resultado com 16 (dezesseis) casas decimais, aplicando-se o próximo fator diário, e assim por diante até o último considerado;

iii) uma vez os fatores estando acumulados, considera-se o fator resultante “Fator DI” com 8 (oito) casas decimais, com arredondamento;

iv) o fator resultante da expressão (FatorDI x FatorSpread) é considerado com 9 (nove) casas decimais, com arredondamento; e

v) a Taxa DI-Over deverá ser utilizada considerando idêntico número de casas decimais divulgado pela entidade responsável pelo seu cálculo.

Pavarini

Pagamentos Efetuados e Programados - R$/deb - SNDA11

Voltar


 
Data do
Evento
Data do
Pagamento
Evento

Parcela

Valor Evento

Parcela

Valor Status
01/03/2012 01/03/2012 - - - - Juros 1 /20 22.848,524000 Pago
01/06/2012 01/06/2012 - - - - Juros 2 /20 30.279,718999 Pago
01/09/2012 03/09/2012 - - - - Juros 3 /20 27.946,727000 Pago
01/12/2012 03/12/2012 - - - - Juros 4 /20 24.287,509999 Pago
01/03/2013 01/03/2013 Amort 1 /16 62.500,00 Juros 5 /20 23.286,433000 Pago
01/06/2013 03/06/2013 Amort 2 /16 62.500,00 Juros 6 /20 23.323,916250 Pago
01/09/2013 02/09/2013 Amort 3 /16 62.500,00 Juros 7 /20 24.417,165500 Pago
01/12/2013 02/12/2013 Amort 4 /16 62.500,00 Juros 8 /20 24.372,476374 Pago
01/03/2014 05/03/2014 Amort 5 /16 62.500,00 Juros 9 /20 23.863,479750 Pago
01/06/2014 02/06/2014 Amort 6 /16 62.500,00 Juros 10 /20 21.842,268937 -
01/09/2014 01/09/2014 Amort 7 /16 62.500,00 Juros 11 /20 - -
01/12/2014 01/12/2014 Amort 8 /16 62.500,00 Juros 12 /20 - -
01/03/2015 02/03/2015 Amort 9 /16 62.500,00 Juros 13 /20 - -
01/06/2015 01/06/2015 Amort 10 /16 62.500,00 Juros 14 /20 - -
01/09/2015 01/09/2015 Amort 11 /16 62.500,00 Juros 15 /20 - -
01/12/2015 01/12/2015 Amort 12 /16 62.500,00 Juros 16 /20 -  
01/03/2016 01/03/2016 Amort 13 /16 62.500,00 Juros 17 /20 - -
01/06/2016 01/06/2016 Amort 14 /16 62.500,00 Juros 18 /20 - -
01/09/2016 01/09/2016 Amort 15 /16 62.500,00 Juros 19 /20 - -
01/12/2016 01/12/2016 Amort 16 /16 62.500,00 Juros 20 /20 - -

Pavarini1ª E

Assembléias -  SNDA11

Voltar


Não houve assembléias de debenturistas dessa emissão.

Pavarini

AvisosSNDA11

Não houve publicação de avisos aos debenturistas dessa emissão.

Pavarini

Prospecto, Escritura e Aditamentos SNDA11

Voltar


A decisão de investimento deve ser baseada na leitura e compreensão da íntegra do prospecto definitivo da distribuição, da escritura de emissão assinada e registrada e demais instrumentos acessórios, cujas cópias podem ser solicitadas a este Agente Fiduciário. Em caso de dúvida sobre o conteúdo do arquivo disponível para favor entrar em contato.

Escritura de Emissão
Contrato de Cessão de Recebíveis
Contrato de Cessão de Cotas

<©Infotrust>